MOVIDOS POR UM PROPÓSITO

2.4.14

Foto: Rona Keller 
"Eu não quero sobreviver. Eu quero viver!"  (Wall-E)

Hoje eu estava assistindo novamente Wall-E, que é sem dúvida um dos melhores filmes de animação, não só por uma história fofa entre o robozinho Wall-E e Eva (agora entendem por que tenho motivos de sobra pra gostar dele? :p ), enfim, mas também porque há uma lição muito importante nele: para qual propósito você vive?

Wall-E passou 700 anos anos fazendo sempre as mesmas coisas até descobrir que sua existência ia além de transformar lixo em  blocos compactados, existia algo além disso, ele guardava uma pequena planta que poderia mudar o futuro da humanidade, mas não havia se dado conta antes.

Trazendo isso para a nossa vida, quantos de nós passamos se não a vida toda, pelo menos uma grande parte dela apenas sobrevivendo, sem nos darmos conta que cada um de nós nasceu com um propósito específico determinado por Deus? 

Muitas pessoas acreditam que o propósito da vida delas se resume em cursar uma boa faculdade, encontrar um bom emprego, um bom marido ou esposa, ter filhos para assim finalmente morrerem em paz. Mas será que é assim mesmo? Não há algo que parece muito errado nesse plano? Não parece que algo está faltando?

Não sei vocês, mas eu não consigo pensar na minha vida que custou um alto preço para Deus, se resumir em um plano cor de rosa, sem grandes expectativas ou sem que algo realmente extraordinário estivesse me esperando logo ali atrás daquela porta.

Deus deixa muito claro em sua palavra que Ele tem um plano para cada um de nós, não apenas um plano de salvação, que é para todos, mas um plano específico, algo que Ele deseja realizar na sua vida e que vai além de uma vida confortável e um bom casamento. Mesmo que essas coisas possam estar no meio do caminho, ainda sim, não é exatamente o lugar onde Ele quer te colocar. 

Não importa quanto tempo temos de caminhada com Deus ou se ainda não iniciamos uma (essa seria uma boa hora para começar), mesmo sem saber exatamente COMO vai acontecer, cada um de nós deveria saber O QUÊ Deus quer, se não for assim, comece a se questionar se algoestá errado. Para aquele que tem intimidade, aquele que conhece verdadeiramente o seu Deus, há a promessa que Ele nos faria conhecer mistérios que somente Ele sabe, não apenas sobre Ele mas sobre a nossa própria vida. 

Eu passei muito tempo levando uma vida com Deus acreditando que eu o conhecia, quando na verdade eu não sabia quem Deus era de verdade, uma vida baseada em seguir doutrinas e uma religião, mas que não me levavam para perto de Deus e muito menos me faziam conhecer o plano que Ele tinha para minha vida. Hoje eu entendo que eu não vivia, apenas sobrevivia.

Um outro filme que eu gosto muito (e que merece um post só dele) é a Invenção de Hugo Cabret, do genial Martin Scorsese que diz que 'perder o propósito, é como estar quebrado'.  Não há nada de errado em querer uma vida boa e tranquila e alguém que esteja sempre ao nosso lado, desde que a busca por essas coisas não tirem o seu foco daquilo que realmente importa: o propósito para o qual Deus te criou, que você só irá descobrir quando tomar a decisão de parar com a sua busca desenfreada por essas coisas, muitas vezes buscada nos lugares errados e entender que não importa o quanto você consiga nesta vida, se no final dela você não tiver vivido o que Deus esperava que você vivesse. 

Paulo parecia compreender muito bem isso, quando diz que se a nossa esperança em Cristo se resumisse apenas a esta vida seríamos os mais miseráveis de todos os homens. Ao olharmos para a vida de Paulo vemos como entender isso fez toda diferença na vida dele. 

Paulo era o que hoje podemos chamar de cara certinho, o que estava sempre no templo, sabia todas as regras da religião e cuidava diligentemente de cumprir cada uma delas, mas isso não fazia com que ele conhecesse Deus de verdade muito menos vivesse o que o Senhor tinha pra ele, pelo contrário, ele se tornou um 'blasfemo, perseguidor, injurioso' com relação aos ensinamentos de Jesus ( I Tm 1:13). Só depois que Paulo conheceu quem era Jesus de verdade, em um dia comum, mas que marcou a vida dele pra sempre, ele pode dizer que começou a viver pra valer.

O plano que Deus tinha para Paulo, jamais foi o que ele esperava ser: muito trabalho, açoites, prisões, apedrejamento, três naufrágios, riscos de morte dezenas de vezes em todos os lugares, fome, sem ter o que vestir e além de tudo o que era exterior ainda estava sobre ele a responsabilidade com cada igreja da época (2 Coríntios 11:23-29). Houve tantas coisas em sua vida, que eu me pergunto se Paulo não pensou em algum momento em desistir e voltar para o seu plano inicial, aquele mais tranquilo. A resposta é não. Apesar de tudo o que estava incluído no 'pacote', ele em nenhum momento quis abrir mão, não porque fosse perfeito ou mais forte que qualquer um de nós, mas porque ele tinha muito claro, qual era o propósito pelo qual ele foi chamado para viver, ele sabia que todas as coisas eram necessárias para ser o ministro de Deus entre os gentios. 

O fato de Paulo passar o resto de sua vida se dedicando a cumprir com esse propósito fez com que a palavra de salvação e todas as promessas que a acompanham chegassem até nós, os gentios que moram a milhares de quilômetros de onde Paulo estava. Já parou pra pensar onde você estaria nesse momento se nunca tivesse ouvido falar de Jesus? Se Paulo tivesse escolhido ficar em sua casa confortável? Se você está aqui hoje foi graças a Deus, mas também é possível porque um homem um dia escolheu que ele não tentaria apenas sobreviver, ele decidiu viver, viver tudo aquilo o que Deus queria, com tudo o que tinha direito, sem abrir mão de nada.

Viver o plano de Deus, muitas vezes não será fácil, quase sempre nos custará algo, mas não pense nem por um momento que não valerá a pena. Há uma frase de C.S Lewis em as Crônicas de Nárnia que resume muito bem isso:

 "Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários."

Não se conforme em viver uma vida medíocre pelo simples medo de arriscar, por escolher permanecer em uma zona de conforto e engano. Não espere chegar ao fim da sua vida e olhar para trás e perceber que você apenas sobreviveu, que nada realmente importante aconteceu. Escolha viver.

Se você espera um conselho meu, tudo o que posso dizer é que quanto mais nos aproximamos de Deus, mais claro se torna o nosso propósito. Hoje você pode escolher entre sobreviver ou viver, custe o que custar. Então, o que vai ser?

God Bless!
Evana

4 comentários

  1. Estou sem palavras. Lindo texto, parabéns

    ResponderExcluir
  2. Palavras certa no momento certo não tem preço, obrigado por deixar Deus te usar.

    ResponderExcluir
  3. Lindo mesmo.. falou comigo. Parabéns Evana!! ^^

    ResponderExcluir